Vídeos ambientais e agroepecuários

Loading...

EU AMO AGRONOMIA

EU AMO AGRONOMIA

Pesquisar este blog

CRONOS - RELÓGIO MUNDIAL

Seguidores

COMO SOMOS AFORTUNADOS

segunda-feira, 15 de março de 2010

CONTROLE E ASPECTOS EPIDEMIOLÓGICOS DAS HELMINTOSES DE BOVINOS.

Publicação da Epamig apresenta controle de verminoses em bovinos
Por Editor em 15/03/2010



Publicação da Epamig apresenta controle de verminoses em bovinos:
Créditos: EpamigAs parasitoses estão classificadas entre as principais causas de prejuízos na produção de bovinos. São responsáveis pela menor produção, desenvolvimento retardado e mortalidade de animais jovens. Com o objetivo de divulgar informações sobre as formas de detecção e tratamentos desses parasitos aos produtores, a Empresa de Pesquisa Agropecuária de Minas Gerais (Epamig) lançou o Boletim Técnico Controle e aspectos epidemiológicos das helmintoses de bovinos.

As helmintoses ou verminoses representam um grupo de doenças infecciosas causadas por várias espécies de helmintos ou vermes, que afetam todas as espécies animais, sobretudo bovinos jovens. De acordo com o pesquisador da Epamig, Manoel Eduardo da Silva, para controlar as verminoses, a grande maioria dos produtores, senão a totalidade, faz uso de antiparasitários de forma arbitrária, independente de qualquer exame, nas categorias indevidas, em dosagens sub ou superestimadas e em épocas inoportunas.

"Isto leva a uma gama de prejuízos não só para produtores mas também para a sociedade, pois gera problemas como resistência às drogas, contaminação ambiental e deixa resíduos nos produtos de origem animal", informa.

Na região Sudeste, estima-se que o índice de mortalidade provocado pelas helmintoses em bezerros esteja entre 5% e 10%, principalmente em rebanhos leiteiros. Para diminuir o índice de contaminação das pastagens e dos animais, o pesquisador indica algumas práticas como: utilização de cochos e bebedouros devidamente calçados ou cascalhados diminuem a possibilidade de ingestão de larvas infectantes pelos bovinos; destino adequado às fezes, como utilização de biodigestores e esterqueiras.

Segundo Manoel, australianos, americanos e mais alguns poucos grupos mundiais pesquisam sobre os genes que conferem resistência dos animais a parasitas. Entretanto, são tecnologias ainda em desenvolvimento e com custos elevados para compra de embriões com características de resistência às verminoses.

"As medidas de manejo do rebanho, utilização estratégica dos quimioterápicos em algumas épocas do ano, ainda são a melhor escolha para um controle eficiente destes parasitos de bovinos", conclui.

SERVIÇO

Controle e aspectos epidemiológicos das helmintoses de bovinos
Boletim Técnico – nº 93
Epamig – Setor Comercial de Publicações
Telefax: (31) 3489-5002
E-mail: publicacao@epamig.br
Páginas: 40

FONTE

Agência Minas

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Solicitamos, tão somente, que não se faça uso de linguagem vulgar!