Vídeos ambientais e agroepecuários

Loading...

EU AMO AGRONOMIA

EU AMO AGRONOMIA

Pesquisar este blog

CRONOS - RELÓGIO MUNDIAL

Seguidores

COMO SOMOS AFORTUNADOS

domingo, 5 de agosto de 2012

EXPEDIÇÃO À SERRA DO MONTE - CABACEIRAS PB


























































O presente documento fotográfico tem o intuito de registrar os nossos esforços em procurar, a longo prazo, restabelecer, ainda que minimamente, um certo número expressivo de exemplares de Cedro (Cedrela fissilis), na zona rural do município de Cabaceiras, como um todo. 

No dia de ontem, sábado 04 de agosto de 2012, eu, Roberto Joseline Gusmão, Jerônimo Sampaio, e o Sr. Djalma, Tutor de Ciências Agrárias, aluno do mesmo curso, e assentados do Serra do Monte, respectivamente, dirigimo-nos à serra  que dá nome ao assentamento, dando início às nossas primeiras tentativas de encontrar exemplares de Cedro, dos quais pudéssemos coletar sementes para a devida reprodução, em viveiro. Ainda não foi possível devido às ações de desmatamento promovidas por diversos interessados em madeiras nobres, ou não. 

Foram vários os flagrantes de árvores, de diversas espécies, tombadas: mulungu, angico, aroeira, baraúna etc. Isso justifica, de maneira bem mais contundente a necessidade de reproduzirmos o cedro, bem como todas as espécies que representam, inegavelmente, todo o potencial florístico da caatinga, em seus diversos aspectos: madeira, extratos vegetais (medicinais, cosméticos etc), paisagismo dentre vários outros.

Infelizmente, a área não conta com a devida proteção das autoridades, e órgãos, competentes. Não há guardas florestais, e ao que tudo indica, a população que habita o assentamento, com as devidas exceções, não interfere, positivamente, na supressão das ações agressivas à area de preservação permanente. 

Como dissemos, há exceções. Mas, há que se fazer um trabalho de educação ambiental, e que já foi iniciado pela Força Florestal, e que está sendo respaldado pela Prefeitura Municipal de Cabaceiras. Esperamos que isso possa ser fortalecido, nos próximos meses quando viermos a produzir mudas, em nossos viveiros, e a repovoar algumas áreas com as espécies, em questão.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Solicitamos, tão somente, que não se faça uso de linguagem vulgar!