Vídeos ambientais e agroepecuários

Loading...

EU AMO AGRONOMIA

EU AMO AGRONOMIA

Pesquisar este blog

CRONOS - RELÓGIO MUNDIAL

Seguidores

COMO SOMOS AFORTUNADOS

sexta-feira, 27 de novembro de 2009

LIVRO APRESENTA AS RIQUEZAS NATURAIS DE REBIO NO MARANHÃO

Notícias
Sexta-Feira, 27 de novembro de 2009
JC e-mail 3896, de 24 de Novembro de 2009.

25. Livro apresenta as riquezas naturais da Reserva Biológica de Gurupi no Maranhão

Pesquisadores traçam um histórico de degradação da região e explicam a importância de preservar a sua biodiversidade

A Reserva Biológica do Gurupi, conhecida como Rebio Gurupi, única unidade de preservação permanente de âmbito federal existente no Maranhão, será assunto de um livro a ser lançado no primeiro semestre de 2010. Os estudos reunidos na publicação revelam a riqueza biológica de uma das unidades de conservação mais ameaçadas do Brasil.



A publicação é um dos resultados da atuação do Programa de Pesquisa em Biodiversidade - PPBio Amazônia Oriental, editada em parceria com o Museu Paraense Emílio Goeldi, o Ibama, o Instituto Chico Mendes e as Universidades Federal e Estadual do Maranhão.



A Amazônia maranhense é marcada pelo uso da terra com exploração madeireira e expansão da fronteira agrícola há mais de 50 anos, atualmente sua vegetação original está reduzida a menos de 30%.



A identificação de grandes vazios no conhecimento da biodiversidade da região contrapõe-se aos achados biológicos existentes que apontam a Amazônia maranhense como uma das porções mais expressivas em termos de riqueza de espécies e casos de endemismos (espécies que só ocorrem nessa área).



No Estado do Maranhão localiza-se mais da metade do Centro de Endemismo Belém, que abriga espécies como, por exemplo, a ave ararajuba e o primata cairara-Ka'apor, ambos ameaçados de extinção.



A baixada maranhense com suas reentrâncias e zonas de contato entre águas marinhas e fluviais criam ambientes de alta produtividade, riquíssimos em espécies e endemismos de organismos aquáticos, além de produzirem uma base importante de sustentação das populações humanas locais.



A pesquisadora do Museu Goeldi e coordenadora de Inventários do PPBio Amazônia Oriental, Marlucia Martins, ressalta que, dentro desse contexto, o livro foi produzido com o objetivo de definir e caracterizar a Amazônia maranhense e explicar as razões históricas do seu estado de deterioração, além de demonstrar sua importância para a conservação da biodiversidade amazônica e brasileira, indicando também diretrizes de ação para a pesquisa e conservação da região.

(Informações da Assessoria de Comunicação do PPBio Amazônia Oriental)

Expediente • Contato • Site da SBPC Navegue por aqui
Sociedade Brasileira para o Progresso da Ciência - SBPC©2002
Todos os direitos reservados / All rights reserved

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Solicitamos, tão somente, que não se faça uso de linguagem vulgar!