Vídeos ambientais e agroepecuários

Loading...

EU AMO AGRONOMIA

EU AMO AGRONOMIA

Pesquisar este blog

CRONOS - RELÓGIO MUNDIAL

Seguidores

COMO SOMOS AFORTUNADOS

sábado, 18 de junho de 2011

Plano Agrícola e Pecuário: safra terá mais crédito e foco na agricultura sustentável

noticias :: Por Editor em 18/06/2011 :: imprimir   pdf   enviar   celular

O Plano Agrícola e Pecuário 2011/2012, lançado ontem (17/06/11) pela presidente Dilma Rousseff em Ribeirão Preto (SP), com recursos de R$ 107,2 bilhões, traz oito objetivos traçados pelo governo. O primeiro é o aumento da produção de grãos de 161,5 milhões para 169,5 milhões de toneladas, um aumento de 5% em relação à safra 2010/2011. Assim, o Executivo espera garantir o abastecimento interno, mantendo os preços estáveis, além de ampliar as exportações do agronegócio, que representam quase 40% de tudo o que o Brasil vende a outros países.
Continue lendo a matéria mais abaixo...

Compartilhe no Facebook



Plano Agrícola e Pecuário: safra terá mais crédito e foco na agricultura sustentável


O segundo objetivo é estimular o desenvolvimento sustentável da agropecuária, com linhas especiais, incluídas no Programa Agricultura de Baixo Carbono (Programa ABC), para atividades que reduzam a emissão de gases de efeito estufa. A terceira meta é incentivar a recuperação de pastagens, em uma área de aproximadamente 1,5 milhão de hectares, e a renovação do rebanho, aumentando a produtividade e a oferta de carne bovina.

A estabilização da oferta de etanol, cuja falta tem aborrecido os proprietários de carros flex nos últimos períodos de entressafra, também é um dos objetivos. Para tentar resolver parte do problema, aumentando a produção, o novo plano safra oferece uma linha especial crédito de até R$ 1 milhão por produtor para a renovação e ampliação das áreas cultivadas com cana-de-açúcar.

A quinta meta é garantir apoio à comercialização para os produtores de laranja, equilibrando os preços. Os citricultores têm pedido apoio do governo nas últimas safras para reduzir as grandes oscilações de preço do produto no mercado. Entre uma safra e outra, o preço da caixa chegou a subir de R$ 3 para R$ 15, com risco de voltar ao patamar anterior logo em seguida. Dentro do plano, há uma linha de crédito especial de até R$ 30 milhões por agroindústria do setor.

Os últimos três objetivos apresentados são: garantir quantidade adequada de recursos do Sistema Nacional de Crédito Rural (SNCR), principalmente aqueles com taxas controladas; reforçar o apoio ao médio produtor rural, com o aumento de 48,2% dos recursos do Programa Nacional de Apoio ao Médio Produtor Rural (Pronamp), que agora terá R$ 8,3 bilhões e, por último, dar continuidade ao aperfeiçoamento dos programas específicos de investimentos.

DILMA: É PRECISO DAR A PRODUTORES BRASILEIROS CONDIÇÕES DE COMPETIR NO MERCADO INTERNACIONAL

Ao participar do lançamento do Plano Agrícola e Pecuário 2011-2012, que vai disponibilizar R$ 107 bilhões para a agricultura comercial, a presidente Dilma Rousseff afirmou que é preciso dar aos produtores rurais brasileiros as "mesmas armas" para competir com os produtores internacionais.

"Temos que assegurar ao setor agrícola financiamento adequado. Oitenta por cento dos R$ 107 bilhões do plano têm juros até 6,75%. Isso significa juros próximos de zero, compatíveis com os do mercado internacional, significa dar aos nossos produtores as mesmas armas para competir", disse Dilma, na cerimônia de lançamento do plano, em Ribeirão Preto, São Paulo.

Ao longo do discurso, a presidente destacou a capacidade produtora do Brasil na área rural e disse que o país tem a característica de produzir com pouca redução de florestas. "Um país que quer ser potência agrícola tem que ser também potência ambiental", afirmou Dilma. Para ela, o Brasil é uma das poucas nações em condições de disputar em longo prazo a posição de fornecedora de alimentos para o mercado mundial.

A presidente falou ainda sobre a redução da pobreza no Brasil e afirmou que é preciso fortalecer a classe média. "Quanto mais políticas sociais fizermos, mais teremos uma classe média forte, que é nosso objetivo. Precisamos ser, no mínimo um país de classe média e temos que reforçar a classe média existente", disse.

O Plano Agrícola e Pecuário 2011-2012 vai destinar R$ 107,2 bilhões à agricultura empresarial. O valor é 7,2% maior do que os R$ 100 bilhões disponibilizados na safra que está se encerrando.

Uma das novidades do plano é a criação de uma linha de crédito especial para a pecuária. "Vamos financiar, com grande ganho ambiental e econômico, o aumento das pastagens", disse o ministro da Agricultura, Wagner Rossi, ao anunciar a nova linha. Nela, produtores terão financiamento de até R$ 750 mil para a aquisição de reprodutores e matrizes de bovinos e búfalos. Para custeio, os pecuaristas terão o limite aumentado de R$ 275 mil para R$ 650 mil.

PARA SABER MAIS

Clique aqui e faça o download do Plano Agrícola e Pecuário 2011-2012.

LEIA TAMBÉM

Programa do governo incentiva safra verde

FONTE

Agência Brasil
Danilo Macedo e Yara Aquino - Repórter
Talita Cavalcante e Nádia Franco - Edição

Links referenciados

Programa do governo incentiva safra verde
agrosoft.com/agropag/218361.htm

Programa Agricultura de Baixo Carbono
www.agricultura.gov.br/portal/page/porta
l/Internet-MAPA/pagina-inicial/desenvolv
imento-sustentavel/programa-abc

Agência Brasil
www.agenciabrasil.gov.br

Clique aqui
www.agricultura.gov.br/arq_editor/file/M
inisterio/Plano%20Agr%C3%ADcola%20e%20Pe
cu%C3%A1rio/Plano_agricola_e_pecuario201
1-12.pdf
JORNAL AGROSOFT

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Solicitamos, tão somente, que não se faça uso de linguagem vulgar!